subir

Onde tudo começou

Em abril de 1915, John Lipke, de origem alemã, pastor da igreja de Santo Amaro, juntamente com John Böehm, de origem russo-alemã, saíram àprocura de um terreno. Assessorados por um grupo, finalmente, decidiram por uma colina, localizada a 9 km de Santo Amaro e a 23 km do centro de São Paulo, na época, uma cidade com apenas 300.000 habitantes. Láestabeleceram, em uma área rural de 145 hectares, o Colégio da União Conferencia Brasileira dos Adventistas do Sétimo Dia, para formação de jovens missionários.

O número inicial de 12 matrículas cresceu, chegando cinco anos depois a 115 estudantes, atraindo estudantes de uma dezena de estados brasileiros e atémesmo de países estrangeiros. Ao lado da formação missionária houve um grande empenho no desenvolvimento educacional e agro-industrial da escola.

 

Nos anos 1920 a escola organizou o curso para formação de docentes, o primário, que atendia a comunidade e servia de estágio para normalistas, e introduziu as aulas noturnas para os discentes que trabalhavam. Foram também criados os cursos de formação ministerial e magistério. A preocupação com os cuidados com a saúde foi uma constante no Colégio Adventista. No período da Segunda Grande Guerra, discutiu-se a criação de cursos de Enfermagem, sendo então organizados os cursos de Socorrista e posteriormente, o de Padioleiro. Nos anos 30 a história do Colégio Adventista foi marcada pela oficialização do ginásio e a criação da Superbom, que possibilitou a matrícula de um grande número de discentes sem recursos, através do fornecimento de bolsas-trabalho.

Em 1942 foi atribuído o nome Colégio Adventista Brasileiro (CAB), pelo qual ficou conhecido e designado por mais duas décadas. A instituição contava então com 350 estudantes.

Em 1962 passou a se chamar Instituto Adventista de Ensino. No final desta década começou a primeira fase de implantação de cursos de graduação desta instituição. Em 1968 foi autorizado o funcionamento da Faculdade Adventista de Enfermagem, em 1973, a Faculdade Adventista de Educação, e em 1979, a Faculdade Adventista de Teologia, que e em 2003 foi oficialmente reconhecido como graduação.

A partir de 1985 a instituição passou a ser bi campi: o campus de São Paulo passou a oferecer preferencialmente cursos nas áreas de Ciências Exatas e Naturais e Ciências da Saúde e o campus de Engenheiro Coelho, os cursos nas áreas de Teologia, Humanidades e Tecnologia. Entre 1991 e 1994 alguns cursos de graduação (Teologia, Pedagogia e Letras) foram transferidos de São Paulo para Engenheiro Coelho.

Entre 1988 e 1989 ocorreu uma curta segunda fase de implantação de novos cursos superiores. A terceira fase de expansão dos cursos superiores do UNASP começou em 1997 estendendo até2007 quando a instituição soma 32 cursos de graduação em sua quase totalidade járeconhecidos pelo governo.

A pós-graduação vem sendo incrementada desde 1989, sendo que o primeiro curso lato-sensu foi oficializado em 1991. O mestrado em Teologia éoferecido pelo UNASP desde 1981 e o doutorado em Teologia desde 1993 com acreditação denominacional. Dezenas de cursos de especialização são oferecidos pelo UNASP.

Por resolução do Ministério da Educação o IAE passou a constituir- se como Centro Universitário. Em 2002 a mantenedora do UNASP incorporou o Instituto Adventista São Paulo (IASP), fundado em 1949 no município de Campinas, SP, hoje Hortolândia, como UNASP HT, formando assim o tri campi.

Sendo uma instituição pertencente a Igreja Adventista do Sétimo Dia, os valores morais e cristão podem ser sentidos em todas as áreas de atuação.

subir

Fale Conosco

  • E-mail
  • Fone
  • Localização

reitoria@unasp.edu.br(19) 3858-5300

Sede Reitoria
Estrada Municipal Pr. Walter Boger
KM 3,5 / CEP: 13165-000
Engenheiro Coelho - SP